Covid 19
Palestra - Guerra Colonial Portuguesa
Data: 2022-05-08 Visualizações: 59

Palestra - Guerra Colonial Portuguesa

No dia 28 de abril de 2022, os alunos do 9.º ano de escolaridade, do Curso Profissional Multimédia e do 12.º ano do Curso de Línguas e Humanidades assistiram a uma palestra sobre a temática da Guerra Colonial Portuguesa, com dois oradores convidados, ex-combatentes nas zonas da Guiné e Angola, naturais do Concelho de Santana. Foram nossos convidados os senhores: João Manuel Martins e Mário Freitas.

O Sr. João Manuel Martins, aos 19 anos de idade terminou o Curso de Oficiais Milicianos do Exército, em Mafra e, a seu pedido, foi mobilizado para Angola. Frequentou o Curso de Comandos e foi convidado a comandar os GE – Grupos Especiais, compostos por tropas africanas, no Leste de Angola. Foi ferido por duas vezes, a primeira em combate e a segunda numa mina anticarro.

O Sr. Mário Freitas foi mobilizado para a guerra no ano de 1970 e desempenhou funções no norte da Guiné, enquanto Alferes de Operações Especiais, durante 24 meses e treze dias. No dia 24 de novembro de 1975, véspera do golpe militar de 25 de novembro, foi novamente convocado para a tropa, para o Regimento de Infantaria 3, como Tenente. Foi homenageado algumas vezes pelo Comandante – Chefe das Forças Armadas, General António de Spínola.

Esta palestra constituiu um verdadeiro momento de aprendizagem e de consolidação de alguns conteúdos abordados nas aulas de História. Verdadeiras memórias de guerra que foram contadas na primeira pessoa.

O momento não podia ter sido mais oportuno atendendo a que no dia 25 de abril se comemorou os 48 anos da Revolução que permitiu a passagem do autoritarismo à democracia em Portugal e, também, o fim da Guerra Colonial. Esta, que teve início no ano de 1961, que “ceifou” a vida a muitos jovens portugueses e a outros deixou “mazelas”, não só físicas como também psicológicas, difíceis de ultrapassar. O Sr. João Manuel Martins, Presidente da Associação dos Deficientes das Forças Armadas na Madeira, refere que esta instituição está atualmente dotada com especialistas na área da psicologia e psiquiatria no sentido de ajudar os ex-combatentes a ultrapassar os “traumas” de guerra.

O grupo disciplinar de História agradece a disponibilidade e presença dos oradores convidados, dos alunos, dos professores que assistiram à sessão e, ainda, ao professor Duarte Ferreira e aos seus alunos do Clube de Música que nos presentearam com a performance musical das duas senhas que secretamente  deram o sinal para a saída das tropas dos quartéis na madrugada do dia 25 de abril de 1974: foi interpretada a canção “E depois do Adeus”, de Paulo Carvalho, música vencedora do Festival da Canção no ano de 1974 e, a canção “Grândola Vila Morena”, de Zeca Afonso, canção emitida pela Rádio Renascença a confirmar o arranque da Revolução.

Um bem haja a todos aqueles que tornaram possível este momento na nossa escola!

 

Grupo de História

 

Próximas Reuniões

    Não foram adicionadas reuniões a realizar nos próximos dias.